26.12.12

despidas




fotos de meiomaio



já caíram quase todas.
ficam agora os ramos negros, despidos sob um céu azul, tímido, de inverno.

e a cidade fica mais cinzenta, mais melancólica.

_

ya han caído casi todas.
quedan ahora las ramas oscuras, desnudas, debajo de un cielo azul de invierno.

y la ciudad se queda más gris, más melancólica.

3 comentários:

  1. Adoro árvores e gosto ainda mais delas quando ficam assim com os seus galhos despidos no Inverno, encontro-lhes uma beleza ímpar que não faz eco cá dentro nas outras estações.

    ResponderEliminar
  2. (Todos os dias passo pelas Amoreiras.)

    Há lá renda que se assemelhe
    a este tecido de árvores no Ar...
    (Hei-de pedir à Maria Keil
    para as pintar.)

    Árvores do Jardim do Aqueduto
    sem flor nem fruto,
    nem nada de seu...

    Só este azul de pássaros a cantar
    que vai da terra ao céu.

    José Gomes Ferreira

    (in Poeta militante: viagem do século vinte em mim: Volume 1)


    bjs

    pai

    ResponderEliminar